http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

sábado, 21 de maio de 2016

GOLPES. QUADRILHAS ESPECIALIZADAS OFICIAIS OU NÃO TENTAM TOMAR SEU DINHEIRO.

O Disque-Denúncia divulgou cartaz com a foto de Anderson Reis Otero, de 35 anos. O estelionatário, que costuma usar CPFs falsos, já aplicou vários golpes no Espírito Santo e no Rio.

No último dia 13, policiais do Espírito do Santo apreenderam vários cheques falsos emitidos por Anderson, com valor total estimado em R$80 milhões. O estelionatário também comercializa veículos com preços em torno de R$100 mil, mas todos com numeração adulterada.
Anderson já foi preso em 2009, conseguiu um alvará de soltura e nunca mais retornou ao sistema prisional. Desde então está foragido. Ele foi indiciado por estelionato, falsificação de documento público, formação de quadrilha, receptação e fraude contra o sistema financeiro.

Qualquer informação sobre o paradeiro de Anderson Reis Otero pode ser passada à polícia, por meio do telefone do Disque-Denúncia 2253-1177. Uma recompensa de R$ 1mil é oferecida para quem fornecer informação que leve à prisão do estelionatário.

A modernização das centrais telefônicas chegou ao mundo do estelionato. Quadrilhas equipadas transformaram o roubo de dados por telefone num esquema profissional, que tem causado dor de cabeça aos brasileiros. Na nova modalidade do golpe envolvendo clientes do Banco do Brasil (BB)e do Itaú, no Rio, golpistas fazem contato telefônico, geralmente por celular, e se passam por atendentes das instituições. Durante a conversa, dizem que a conta ou o cartão foram bloqueados e solicitam confirmações de dados pessoais, tais como CPF, número da conta-corrente e data de nascimento.




Em seguida, transferem o cliente para um suposto atendimento eletrônico, o que faz o correntista pensar que realmente recebeu uma chamada do banco. Em alguns casos, criminosos já têm os dados da pessoa, e pedem apenas a confirmação, além da senha ou do código de segurança.


Atenção redobrada

As novas táticas dificultam o trabalho da polícia e exigem cuidado redobrado. Com a sofisticação dos golpes, alertam especialistas do ramo financeiro, os correntistas devem estar ainda mais atentos para não fornecerem dados como senha ou token por telefone ou e-mail.


Realmente, as fraudes estão cada vez mais sofisticadas. São quadrilhas especializadas que investem dinheiro no golpe e, muitas vezes, conseguem o que querem. É preciso estar sempre alerta a este tipo de ligação, mas também a contatos suspeitos por e-mail. A dica é sempre desconfiar de qualquer abordagem e jamais informar dados bancários. Os bancos não fazem este tipo de contato por telefone ou e-mail — alertou o advogado especialista em fraude eletrônica David Rechulski.

Caso receba uma dessas ligações, explica Rechulski, o cliente deve procurar imediatamente a instituição financeira à qual é vinculado.


Caso forneça algum dado numa destas ligações, é preciso informar o fato imediatamente ao banco e pedir o bloqueio do cartão (de débito ou de crédito). Caso contrário, o usuário pode sofrer graves danos financeiros. Criminosos podem fazer movimentações, saques e compras com os dados dos clientes — disse.

O Banco do Brasil informou que “já tem conhecimento do golpe e que sempre orienta os procedimentos seguros, baseados nas melhores práticas de mercado”.

Acredito seja importante observar que, hoje em dia, os estelionatários de sucesso fazem amplo uso da tecnologia disponível em quase todos os tipos de golpes. Existem inúmeros casos de estelionato envolvendo de alguma maneira novas tecnologias.

Isso vale para documentos, cheques ou dinheiro escaneados e depois impressos em alta qualidade através de computadores e impressoras, títulos falsificados ou montados no computador, programas desenvolvidos para invadir contas correntes, equipamentos para clonar cartões de crédito ou capturar senhas de terminais bancários, celulares para mandar mensagens falsas, e-mails de todos os tipos e para todos os fins, sites na internet para falsas lojas virtuais ou falsos bancos ou outras falsidades... etc.

Além disso é de se observar um certo aumento no nível escolar médio dos golpistas profissionais.
É bastante comum, hoje em dia, encontrar estelionatários com instrução superior e até com boas experiências profissionais (na economia legal), que aproveitam seus conhecimentos para estruturar estelionatos articulados, engenhosos, complexos e refinados.

Temos registros de advogados, engenheiros, administradores, contadores, bancários, securitários, economistas, médicos, jornalistas, publicitários e muitos outros profissionais com formação superior, envolvidos de alguma maneira na condução de grandes fraudes.

Isso deve servir de alerta para evitar a influência de alguns preconceitos e crenças, que tendem a imaginar e pintar o golpista típico como um "pícaro" romântico, esperto mas inculto, ou como uma espécie de artista que desfruta de boa lábia e arte cênica, mas não tem instrução ou formação de bom nível e portanto pode, em tese, ser facilmente desmascarado por alguém com formação superior.

Este conceito já não era verdadeiro anos atrás e agora é absolutamente falso e até perigoso, por abrir a porta a descuidos e simplificações extremamente arriscadas.

Temos registros de inúmeros casos de golpes onde as vítimas eram profissionais com formação superior, e mesmo assim foram enganados e não perceberam nada até fim do golpe.

Há golpistas muito qualificados em circulação, e não são poucos !

ALGUNS TIPOS DE GOLPES

O FALSO EMPRÉSTIMO

Este golpe está na moda há um bom tempo e foi relatado até por alguns jornais. A mecânica é simples mas não por isso menos engenhosa.

Alguém se aproxima da vítima, que pode ser pessoa física ou pequena empresa, normalmente com dificuldades econômicas e/ou restrições de crédito. Explica que através de algum esquema "eles" têm como liberar um empréstimo a condições aceitáveis (sobretudo em vista da situação da vítima) e prazos razoáveis.


As quantias normalmente não são muito altas mas em alguns casos podem chegar a mais de R$ 10.000. A condição para liberação deste dinheiro é o pagamento, supostamente NO ÊXITO, de uma comissão de X% (normalmente algo na casa de 10%). Ás vezes o X% que deve ser pago não é apresentado como uma comissão mas como um taxa, um seguro ou algum outro tipo de custo.



As explicações sobre a origem do dinheiro emprestado são as mais variadas, foram relatados esquemas fictícios de reciclagem de caixa dois, suposto dinheiro escondido de bancos, fundos estrangeiros, dólares convertidos no mercado paralelo, supostos funcionários de bancos públicos corruptos que liberam financiamentos indevidamente, programas de financiamento populares apoiados pelo governo etc... Obviamente tem também normais "novas" linhas de financiamento de bancos ou financeiras.


Até aí nenhum problema, a vítima vai assinar uma papelada que parece um contrato de empréstimo ou algo do tipo, depois disso (algumas horas depois) é informada que o dinheiro já foi depositado na sua conta, e que portanto já é devida a comissão, ou taxa, seguro, custo...

A vítima verifica no caixa eletrônico ou no computador e realmente aparece um depósito, não ainda liberado para saque, pelo valor contratado. Portanto ele, também apressado pelas cobranças e eventuais ameaças de anulação do empréstimo, paga imediatamente a comissão concordada.


O problema é justamente no depósito que, no dia seguinte, é cancelado sendo que tinha sido feito no caixa automático, depositando um envelope VAZIO mas indicando que continha o valor supostamente emprestado. Por esta razão o depósito aparecia na conta da vítima, mas ainda bloqueado (ou "sujeito a conferência"). O banco, obviamente, após verificar que o envelope era vazio, anula o depósito, estorna o valor da conta e a vítima fica com o prejuízo da comissão paga. Os golpistas, nem precisa dizer, desaparecem.


Recebi muitos relatos de golpes deste tipo partindo também de pequenos anúncios (classificados) em jornais e até de anúncios em rádios, sobretudo do interior.

CONSÓRCIO

Os golpistas, através de anúncios ou contatos pessoais, oferecem a venda de consórcios sorteados (ou contemplados) com condições muito atraentes.

Ou seja, a vítima, através do pagamento de uma comissão ou taxa, teria direito a entrar num consórcio tendo já sido sorteado para o financiamento do bem de interesse (freqüentemente um veículo, às vezes um imóvel).

Em alguns casos o consórcio liberaria o veículo em vez do dinheiro, ou seja os golpistas propõem a venda de um veículo vindo de um consórcio supostamente já contemplado.

Isso equivale, obviamente, a um financiamento imediato em condições totalmente fora do mercado comum para financiamentos à vista.

As histórias contadas para justificar a existência desta possibilidade são as mais variadas. Desde a participação no esquema de funcionários ou administradores corruptos, até a renúncia espontânea de consorciados sorteados / contemplados.

São solicitados os dados pessoais necessários para o contrato e o pagamento de uma taxa de transferência da titularidade do consórcio e/ou de uma comissão.

A vítima recebe por fax todos os documentos e notas que comprovam que o sorteio aconteceu e que o dinheiro está disponível ou o veículo será entregue pela fábrica.

No caso de consórcio imobiliário, os documentos comprovam o sorteio e a disponibilidade do valor liberado junto à algum banco.

A vítima, nesta altura, paga a taxa de transferência (normalmente para uma conta aberta com documentos falsos) ... e nunca mais ouve falar do assunto e nem do valor pago.

Na melhor das hipóteses terá entrado num consórcio a condições normais e deverá esperar ser sorteado, em boa parte dos casos, porém, terá simplesmente perdido o dinheiro entregue aos intermediários sendo estes não tinham autorização para negociar novas adesões ao consórcio.

EMPRÉSTIMO COM CADASTRO OU SEGURO

Existem muitas variantes deste golpe. Na mais clássica os golpistas, sempre através de anúncios e classificados, oferecem empréstimos fáceis e sem avalista, apresentando-se como empresas financeiras ou como representantes/agentes de instituições financeiras reconhecidas.


Eles pedem todos os dados para o cadastro e, logo em seguida, informam que o empréstimo foi aprovado. Neste momento dizem que para a liberação é preciso finalizar o cadastro ou processo através do pagamento de uma "pequena" taxa de adesão ou de cadastro. A vítima paga e ... simplesmente eles somem com o dinheiro da taxa !!


Foram registrados vários casos nos quais os golpistas anunciam em jornais e até em rádios regionais, além de sites de anúncios na internet, usando (sempre de forma abusiva e sem qualquer autorização) o nome de bancos ou financeiras conhecidas. Ligando no número do anúncio, quase sempre um celular, eles atendem se apresentando com o nome do banco/financeira e depois se identificam ou como funcionários do mesmo ou, mais freqüentemente, como agentes, representantes ou intermediários autorizados.


Bastate comum, ultimamente, o aparecimento de falsos sites institucionais na internet apresentando supostas financeiras com nomes parecidos (quando não iguais) aos de renomadas instituições financeiras, sempre para dar credibilidade. Nestes casos até existem formulários on-line a serem preenchidos para depois receber contato. O resto do esquema é igual...

Em alguns casos ligando atenderá um sistema automático dizendo que todos os operadores são ocupados e solicitando para deixar um telefone de contato para receber retorno em breve. Na realidade se trata de uma normal secretária eletrônica, assim programada. Um golpista ligará em seguida de um outro número, sempre celular.


No contato informarão que o valor a depositar adiantado é uma parcela do próprio financiamento (ou seja, seria descontada dos pagamentos futuros), ou uma taxa de cadastro ou ainda uma taxa para cobrir custos de registro em cartório, o valor de impostos devidos (IOF ou similares), taxas bancárias, um depósito fiança/garantia ou outras desculpas do tipo. Em muitos casos alegam que, depois da liberação do empréstimo, vai ter também uma comissão a ser paga (mas isso é fumaça e não vai acontecer, pois não haverá liberação). 

Em outros casos, para tranquilizar a vítima, dizem que estes valores, ou parte deles, serão reembolsados na hora da liberação do financiamento ou do pagamento das primeiras parcelas.

Eventuais restrições de cadastro nunca são um problema e chegam a dizer que tudo pode ser resolvido com uma cartinha na qual o tomador se compromete a regularizar sua posição "o mais rápido possível". Idem para os comprovantes de renda, muitas vezes se contentam de uma simples declaração do interessado dizendo que tem capacidade para pagar as parcelas do empréstimo.

Em todos os casos, a conta onde solicitam que seja feito o depósito "adiantado" sempre é de pessoas físicas ou, mais raramente, de empresas (que apresentam como "procuradores autorizados" ou agentes), nunca do próprio banco ou financeira.

Numa variante comum eles dizem que para liberação do empréstimo é necessário o pagamento do prêmio de um suposto seguro de garantia (mesmo conceito usado em outros golpes de maior porte), às vezes mostram um depósito vinculado (veja golpe do falso depósito em conta) que será supostamente liberado somente após pagamento do prêmio de seguro.

Obviamente o objetivo é, como sempre, pegar o dinheiro adiantado para o "seguro" e desaparecer. 

Não temos notícia de qualquer seguradora no Brasil ou em outros países que faça um seguro deste tipo, ou seja que garanta um empréstimo de pessoa física contra o simples pagamento de um prêmio qualquer (se existisse algo assim seria uma loucura por parte deles).

Vale ressaltar, mais uma vez, que os bancos ou financeiras cujo nome é envolvido nestes golpes nada tem a ver com o esquema e são vítimas assim como quem perdeu dinheiro.

ALGUMAS LEIS PARA NÃO SER ENGANADO

1 - Jamais forneça informações por telefone a respeito de senhas de cartões seja de crédito, ou conta bancária ou iToken ou cartão de débito. Os bancos jamais as pedem por telefone, ou Email.

2 - Jamais pague comissões, taxas ou qualquer tipo de valor em dinheiro ou depósito sem antes ter recebido o bem e verificado que está dentro daquilo que foi combinado. Exceção para os sites tradicionais de Ecommerce como o Mercado Livre. Nesse caso só libere o pagamento depois de ter recebido a mercadoria e verificado que está dentro daquilo que foi combinado. Não pague nada por fora. Sempre dentro da garantia do agente garantidor (Mercado Pago, PAY PAL, etc...)

3 - Desconfie de ofertas que oferecem vantagens fora do comum. Por certo ali está uma armadilha. Aqui vale o dito popular. "Quando a esmola é muita o santo desconfia."

4 - Instale uma secretária eletrônica em sua linha e evite estar atendendo ligações diretamente. Grave uma mensagem informando que irá retornar a ligação. Quando receber uma ligação, a secretária irá atender. Se a mensagem for de alguém que você está esperando, sempre poderá interromper a secretária e atender. Dessa forma estará livre de assédios de vendedores e estelionatários, e também cobradores inconvenientes, bem como de golpes do chamado "FALSO SEQUESTRO". Se alguém informar um falso sequestro por telefone quando uma secretária atender, antes de retornar, busque ligar para quem se informou que foi sequestrado.

5 - Quando alugar imóveis, faça-o com alguém que conhece ou confia, ou com corretores de imóveis, pois alguém pode recolher algum tipo de depósito e depois desaparecer e V.S. irá verificar que aquele bem não pertencia a quem o alugou.

6 - Busque obter informações sobre imóveis ou carros, por si próprio. Não confie em documentos apresentados. Se for imóveis, tire uma certidão de ônus reais para verificar a situação do imóvel, e se for automóvel, procure no detran levantar as multas e outras pendências e a procedência do veículo. Verifique se existem pendências em relação ao veículo.

GOLPES MAIS COMUNS

01) Golpe do Bilhete Premiado: Caso apareça alguém com um Bilhete de Loteria premiado, desconfie. É um golpe. O golpista diz que está precisando de dinheiro de maneira rápida, e, com a ajuda de outras pessoas (também estelionatários), enganam a vítima. A vítima dá uma quantia em dinheiro e fica com o suposto Bilhete, que de premiado não tem nada.

02) Torpedo Premiado: a vítima recebe torpedos sms (mensagens via celular) informando a pessoa que ganhou um prêmio. Ela entra em contato com o número e acaba colocando crédito para algum número de celular ou mesmo depositando dinheiro em determinada conta. Os Estelionatários também usam nomes de Programas de Televisão para enganar as vítimas. 

03) Falso Sequestro: a vítima recebe uma ligação no seu celular. Do outro lado da linha alguém diz que está em poder de seu filho(a) e exige dinheiro para libertá-lo(a). A pessoa não pode se apavorar, devendo fazer contato com a suposta vítima do sequestro. Outra dica: peça para o "sequestrador" perguntar ao "sequestrado" algo que só ele saiba, como o nome do seu cachorro, o número do seu celular, time de futebol preferido.

04) Carro Quebrado: O Estelionatário se passa por parente ou conhecido da vítima, dizendo que está com o carro quebrado e que precisa de dinheiro para o guincho ou para pagar o mecânico. Acreditando que o parente ou conhecido está com dificuldades, realiza o depósito bancário ou ainda coloca crédito de celular para supostamente realizar contato com a seguradora.

05) Envelope Vazio: típico golpe realizado em transações comerciais, como na compra e venda de produtos. Ex: carros, celulares. O Estelionatário faz a compra de determinado produto, realizando o pagamento via depósito em um envelope sem o dinheiro. Ele apresenta o comprovante de pagamento, a vítima entrega o produto, descobrindo mais tarde que sofreu um golpe, pois o envelope estava vazio. Dica para não cair neste Golpe: confirme junto ao Banco se o valor depositado foi devidamente descontado ou se está bloqueado. Se estiver bloqueado, trata-se de Golpe.

06) Confirmação de Dados: o Estelionatário liga para a vítima se passando por funcionário de determinada empresa, dizendo que precisa que a vítima confirme alguns dados para fins de atualização do sistema. A vítima passa os dados e o Estelionatário os utiliza para transações comerciais em nome da vítima. Dica para não cair neste Golpe: nunca passe seus dados por telefone. Nunca. 

07) Falsa Casa da Praia: típico Golpe realizado no final de ano. O Estelionatário coloca um anúncio em algum site, ofertando uma Casa para alugar na praia, colocando as fotos e um preço atrativo. A vítima entra em contato com o Estelionatário, dá uma entrada (sinal) e depois o Estelionatário some. Dica para não cair neste Golpe: não alugue um imóvel de uma pessoa que não é profissional na área (Corretor de Imóveis).

Se você vai realizar um negócio (ex: comprar um imóvel), procure alguma pessoa que tenha conhecimento sobre o assunto, ex: um Advogado ou Corretor de Imóveis.
A maioria das vítimas de Estelionato possui 02 (duas) características em comum: a Ambição (ex: Golpe do Bilhete Premiado) ou a Ingenuidade (ex: Golpe do Falso Sequestro, Envelope Vazio, Carro Quebrado). 

De acordo com o Delegado MATHEUS LAIOLA, "Quando a oferta é demais, desconfie, ninguém está tão disposto a agradar uma pessoa desconhecida, ninguém é tão bom com quem não conhece. Desconfie se a pessoa é tão boa, do motivo dela estar fazendo de tudo para lhe agradar. Ninguém vai sair pela rua oferecendo dizendo à troco de nada (ou quase nada). Tudo o que for muito vantajoso, não aceite, evitando assim ser vítima de um Golpe. Antes de tudo tenha muito atenção no que esteja fazendo e busque informações sobre a situação que está acontecendo".

O Delegado ainda informa que muitos casos não chegam ao conhecimento da Polícia por própria vergonha da vítima, como, por exemplo, no Golpe do Bilhete Premiado, em que a vítima tinha a intenção de ganhar dinheiro em cima do desespero dos outros.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

ARMAS PARA COMBATER O MAL.

O mal existe, (DOENÇAS, POSSESSÕES, ACIDENTES, RUÍNA) e todos nós podemos ser vítimas dele, porque vários fatores podem concorrer para isso. 


O mais importante desses fatores é o que os orientais denominam de  "Karma" ou "Carma".


UMA DAS REPRESENTAÇÕES DE KARMA, OU LEI DO RETORNO. TUDO QUE SEMEAMOS RETORNA PARA NÓS EM FORMA DE COLHEITA.



Carma como termo oriental ou lei de causa e efeito (sânscrito: कर्मन karman, páli: कमा Kamma) significa "ação" ou "fazer"; refere-se a "ação intencional", tendo necessidade de volição no ato. É uma expressão de causa e efeito natural, comumente a palavra é usada para se referir tanto ao ato quanto suas consequências.

Estas ações trazem como consequência um fruto (páli, phala) ou resultado (vipāka), ou na vida presente ou num contexto de um nascimento futuro. Carma é o motor que impulsiona o ciclo de renascimentos,(saṃsāra), para cada ser.

A lei de causa e efeito parte do pressuposto de que tudo o que é vivo no universo está sujeito a tal lei. Uma ação, uma palavra ou um pensamento, é uma forma de criar uma causa. O efeito corresponde a causa praticada, boa ou má. Uma pessoa que leva sofrimento a qualquer ser (qualquer ser vivo), terá uma vida vazia e infeliz. Ao contrario uma pessoa que leva felicidade e esperança a outros seres, terá uma vida feliz e próspera.

O Budismo ensina que todas as coisas, tanto materiais como imateriais, estão totalmente sujeitas à influência de causas e são interdependentes.


As religiões Cristãs (católica, evangélicas, espírita kardecista, etc...) também fazem suas referências a essa lei universal. Vejamos alguns trechos bíblicos.


Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.Gálatas 6:7
Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão. Mateus26:52



Poderíamos aqui ficar citando várias outras passagens bíblicas que demonstram inequivocamente a lei de causa e efeito, ou a lei do Carma ou Karma,  mas essa lei não se cumpre de forma inexorável, porque por trás dela existem atenuantes e agravantes. 

Um dos atenuante é a capacidade de quem transgride a lei de entendê-la. Por exemplo, um leão que caça um animal, irá lhe impingir sofrimento, mas esse age pelo instinto, e nesse caso o sofrimento que causa tem uma responsabilidade menor por que ele não tem a capacidade de entender a lei. 

Da mesma forma alguém que está dentro de um contexto de guerra por exemplo. Ao impingir sofrimento, pode  faze-lo porque está executando uma determinação imposta pelas circunstâncias. Nesse caso a sua responsabilidade será proporcional ao grau de necessidade, instinto ou fatores que lhe induzam à necessidade naquele momento de produzir aquele mal.

Outro fator atenuante é o grande e infinito amor de Deus. Embora a lei universal exista, Deus que é pai e é amor infinito, busca sempre formulas e formas para atenuar o sofrimento de nós que como suas criaturas somos alvo do seu infinito amor, porque a LEI DO KARMA ou LEI DE CAUSA E EFEITO não tem o objetivo predefinido de punir quem transgrediu a lei, mas apenas de educar. 

Uma vez que a criatura aprendeu e se modificou, transformando-se em uma criatura melhor, e que não irá mais repetir os erros do passado, cessa a necessidade de pagar pelo sofrimento o mal que praticou, mesmo que esteja sendo cobrada por quem foi sua vítima.

Mas apesar de sermos perdoados por Deus e termos nossas dívidas atenuadas, as vezes precisamos sofrer para nos modificarmos de verdade, e não apenas aparentemente, porque Deus vê tudo e sabe se realmente nos modificamos.


Às vezes é preciso perder para dar VALOR
É preciso chorar para aprender a AMAR.
É preciso confiar para se ENTREGAR,
e ainda assim a grande verdade é que,
é preciso ouvir para nunca GRITAR
Todos irão sofrer um dia, para saber,
o verdadeiro sentido da felicidade!
Se sentir saudade: PROCURE.
Se sentir vontade: FAÇA.
Se tiver vontade: LUTE.
Se perder: ESQUEÇA.
Se gostar: VIVA!
"Muitas vezes deixamos de lutar pelo que realmente
queremos pelo simples fato de não querer ouvir um NÃO
Errar é humano.
perdoar é preciso...
E correr atrás daquilo que realmente queremos é uma obrigação nossa!!!
Viva... Ame... Pense... Erre...
e depois do erro corra atrás para refazer o seu acerto...
As coisas representam na sua vida aquilo que você aceita que representem.
Se entender que elas encerram derrota, tristeza e medo, será isso que refletirão sobre você.
Se admitir haver nelas vitória, bênção e felicidade, elas se comportarão dessa forma em relação à sua vida.
Seus olhos são elementos de grande importância no relacionamento com as pessoas, No contato com as coisas e o mundo em geral. Bem por isso, você deve se acostumar a ver tudo com bons olhos.
Essa realidade vale também para os outros.
Quando você olha para alguém com ódio, gera violência. Com medo, produz insegurança. Com desconfiança, obtém rejeição.
Se olhar com amor, criará felicidade. Com ternura, aceitação. Com segurança, paz.
Reconcilie-se com você mesmo e com os outros.
Permita que Deus habite em você, Olhe para o mundo da forma que Ele o faz, e descobrirá a luz em seu viver.



Esse é um mecanismo extremamente complexo, mas que está por trás de todos os sofrimentos humanos. Aquilo que sofremos hoje é resultado do que construímos no passado e no presente. 

Nós somos os arquitetos da nossa própria vida futura e sofremos hoje as consequências do que fizemos em vidas passadas ou na vida presente.

Um dos mecanismos extremamente complexos que Deus encontrou para que sofrermos menos é o envio de um filho muito amado, Jesus. O cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.


Para poder compreender bem essa analogia entre o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo e o mecanismo de perdão e de remissão das faltas da humanidade, compensa acompanhar o estudo do eminente conferencista Haroldo Dutra Dias que iremos reproduzir aqui, já que é preciso entender certas particularidades dessa doutrina teológica que é o cerne das doutrinas cristãs.






Portanto os mecanismos do mal buscam nos atingir, mas podemos usar certas armas contra isso. A maior de todas as armas é o imenso amor de Deus por nós, pois nada pode suplantar a vontade de Deus, e se ele nos ama, estamos sob sua proteção e dentro dessa proteção nada tem poder contra nós.

Mas duas coisas são requeridas para isso. Amar a Deus e guardar os seus mandamentos.

E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. 
Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei. 
Se me amais, guardai os meus mandamentos.João 14:13-15



E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; 

Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. 

E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? 

Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?
Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?
Lucas 11:9-13





Entretanto nem tudo nos pode ser dado mas somente aquelas coisas que não irão nos prejudicar no futuro. Deus como pai sabe o que é melhor para nós.


Portanto se amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos, iremos entender que o pai é soberano e não nos revoltaremos quando ele nos negar alguma coisa, porque ele sabe o que é melhor para nós.

Um pai não dá um escorpião ao seu filho mesmo que ele o peça.






Porque o pai sabe que aquilo não lhe fará bem, embora o filho possa não saber.

Para nos proteger do mal é importante buscar a Deus. Dentro dessa busca, Deus se aproxima e nos protege. Isso é inexorável.


segunda-feira, 9 de maio de 2016

JANAÌNA PASCHOAL CONFESSADAMENTE CORRUPTA E AFINAL ALGUÉM RESOLVE AGIR CORRETAMENTE.

Mas o que é isso? CORRUPÇÃO EXPLÍCITA? Janaina Paschoal confessa públicamente ter recebido propina do PSDB para elaborar o parecer que levou ao GOLPE contra a democracia?



Mas enquanto isso parece que a consciência de alguém acordou nesse país. O GOLPE perpetrado e tramado por meio de um gangster que se assentava na cadeira de presidente da Câmara, finalmente é contestado em todos os seus inúmeros vícios para alguém que parece ter acordado para a dignidade e para a verdade.



Waldir Maranhão anula votação do impeachment na Câmara
Na Agência Brasil

O presidente interino da Câmara dos Deputados, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), anulou hoje (9) as sessões do dias 15, 16 e 17 de abril, quando os deputados federais aprovaram a continuidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.




Waldir Maranhão, que assumiu a presidência após afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acolheu os argumentos do advogado-geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, por entender que ocorreram vícios no processo de votação, tornando-a nula. 
Ele considerou que os partidos políticos não poderiam ter fechado questão ou orientado as bancadas a votarem de um jeito ou de outro sobre o processo de impeachment. “Uma vez que, no caso, [os deputados] deveriam votar de acordo com suas convicções pessoais e livremente”, diz nota do presidente interino divulgada à imprensa. 
Maranhão também considera que os deputados não poderiam ter anunciado publicamente os votos antes da votação em plenário em declarações dadas à imprensa. Considerou ainda que o resultado da votação deveria ter sido formalizado por resolução, como define o Regimento Interno da Casa.
Considerado aliado de Cunha na composição da Mesa Diretora, Waldir Maranhão votou contra o prosseguimento do processo de impeachment de Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Waldir Maranhão mudou de voto em cima da hora, contrariando a orientação nacional do PP, seu partido. Devido à atitude, o deputado foi destituído da presidência do diretório estadual do partido no Maranhão.
 
Em sua trajetória política, Waldir Maranhão está em seu terceiro mandato como deputado federal. Ele também é alvo de inquérito aberto com a Operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga esquema de corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro com recursos desviados da Petrobras. O parlamentar foi citado por Alberto Youssef como um dos deputados do PP beneficiados por propinas de contratos da Petrobras. Waldir Maranhão é citado, ainda, em inquéritos que apuram crime de lavagem de dinheiro no esquema investigado pela Operação Miqueias da Policia Federal, que trata de desvio de recursos de fundos de pensão e lavagem de dinheiro.

Ele acatou pedido feito pela Advocacia-Geral da União (AGU). A informação é da presidência da Câmara. Com a aprovação na Câmara, o processo seguiu para o Senado. Waldir Maranhão já solicitou ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a devolução dos autos do processo. O presidente interino da Câmara determinou ainda nova sessão para votação do processo de impeachment na Casa, a contar de cinco sessões a partir de hoje (9).


Waldir Maranhão, que assumiu a presidência após afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acolheu os argumentos do advogado-geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, por entender que ocorreram vícios no processo de votação, tornando nula a sessão.



Ele considerou que os partidos políticos não poderiam ter fechado questão ou orientado as bancadas a votarem de um jeito ou de outro sobre o processo de impeachment. “Uma vez que, no caso, [os deputados] deveriam votar de acordo com suas convicções pessoais e livremente”, diz nota do presidente interino divulgada à imprensa.



Maranhão também considera que os deputados não poderiam ter anunciado publicamente os votos antes da votação em plenário em declarações dadas à imprensa. Considerou ainda que o resultado da votação deveria ter sido formalizado por resolução, como define o Regimento Interno da Casa.



Governo



O vice-líder do governo, Sílvio Costa (PTdoB-PE) foi o primeiro a comentar a medida e comemorou o que chamou de “decisão constitucional”, mas lembrou que agora é preciso aguardar o posicionamento do presidente do Senado, Renan Calheiro (PMDB-AL).

Como a imprensa internacional vê o GOLPE no Brasil.





sábado, 7 de maio de 2016

É PRECISO AMAR PARA SER FELIZ.

É imperioso que os indivíduos entendam que não se consegue ser feliz enquanto essa felicidade é construída em cima da infelicidade dos outros. 


É importante saber que uma sociedade só atingirá patamares mais expressivos de bem estar social para todos indistintamente, (Ricos e Pobres) quando as camadas mais desassistidas da população conseguirem ascender em massa aos patamares de classe média.
O GRÁFICO DEMONSTRA O IDH NO MUNDO. OS PAÍSES COM MELHOR IDH (ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO) SÃO TAMBÉM OS MAIS PRÓSPEROS E MAIS RICOS. O BRASIL ESTÁ NESSE MAPA SITUADO ENTRE OS DE IDH MÉDIO

O mundo é um exemplo vivo. As sociedades mais prósperas e onde existe mais bem estar, são aquelas que se pautam por uma política humanista. Não uma política capitalista. Citamos como exemplo, os países nórdicos do sul Europeu, como Suíça, Suécia, Finlândia, Noruega, etc... que tem uma filosofia profundamente Socialista, e não são países que tem um PIB tão expressivo assim. 


A sociedade Europeia como um todo tem uma grande rejeição por políticas de discriminação do homem em benefício do capital, até mesmo nos países de Orientação Capitalista como Inglaterra e Canadá, e até mesmo nos Estados Unidos que é a meca do capitalismo. Os Estados Unidos impõem o capitalismo para os países miseráveis do cone sul ou seja a América Latina que eles consideram o seu quintal, mas para si próprios a política é diferente, embora sob muitos aspectos também desumana. O Japão tornou-se o que é devido a subida em massa da população para a classe média.


Portanto enquanto o Brasil tiver um terço de sua população discriminada e pobre, o Brasil será sempre um país conflagrado, em que morrem mais pessoas aqui na guerrilha urbana do que nas guerras ao redor do mundo. O Brasil será sempre um país que viverá de aparências, quando na verdade é um país onde irá imperar o roubo, a barbárie o saque e a miséria moral e espiritual, porque a única forma de combater isso é por meio da educação da população, o que hoje está sucateado.


Por fim, o Brasil não atingirá a sua auto suficiência e a sua emancipação como nação enquanto não se livrar do domínio dos meios de comunicação que insuflam a população como se essa fosse gado levado ao matadouro, sendo esses meios de comunicação, geridos e controlados pelos interesses Norte Americanos que só desejam transformar a pátria Brasileira naquilo que sempre foi a sua colônia particular. Essa colônia passa então a ser controlada pelo oferecimento de dinheiro e vantagens a políticos e pelo contrôle dos meios de comunicação (Revistas, Jornais, Emissoras de rádio, Emissoras de televisão.), além de factóides políticos criados por mecanismos de inteligência mais particularmente a CIA.




sexta-feira, 6 de maio de 2016

AFINAL FOI MESMO UM GOLPE.

Roberto Átila Amaral Vieira é um jornalista, professor e político brasileiro. Foi presidente do Partido Socialista Brasileiro até Outubro de 2014, quando renunciou por ocasião do apoio dado pelo partido ao então candidato a Presidência da república pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Aécio Neves.



MINISTRO CELSO DE MELLO

A quais razões terá atendido o ministro Celso de Mello quando decidiu ingressar de mala e cuia no grupo dos colegas boquirrotos, pronunciando-se sobre o mérito de matéria que brevemente, sabe ele e sabe todo o mundo, deverá julgar?

Pois o ministro procurou as câmeras de tevê do complexo golpista para, reforçando-o, declarar que o golpe parlamentar, que atinge a presidente Dilma Rousseff na plenitude de seu mandato, não era golpe, e por isso ganhou as manchetes que os jornais careciam para gritar a favor do impeachment sabidamente ilegal, escandalosamente à míngua de fundamentação constitucional: a inexistência, cobrada pelo art. 85 da Constituição Federal, de crime de responsabilidade.

E o ministro sabe disso. Mas o STF é servidor do formalismo (e do poder) com tal convicção religiosa que, aos tempos da ditadura, da qual foi parceiro, não tremia em suas bases jurídicas ao negar sistematicamente habeas corpus a perseguidos políticos, invocando a vigência dos atos institucionais.

De todos os modos, sua declaração deixou ainda mais exposta a participação do STF na conspiração golpista de nossos dias. Diz o decano e alguns colegas de baixa nomeada, antecipando voto em provável demanda no STF, que o golpe foi formalmente legal, o que atestaria a inexistência de golpe. Um sofisma. Ora, a forma não é o conteúdo e o golpe não está na forma, mas na sua essência.
sofisma
substantivo masculino 
Argumento ou raciocínio concebido com o objetivo de produzir a ilusão da verdade, que, embora simule um acordo com as regras da lógica, apresenta, na realidade, uma estrutura interna inconsistente, incorreta e deliberadamente enganosa. 
O ministro não explica, porém, porque o STF não julga o mérito da liminar esdrúxula de seu colega Gilmar Mendes, que proíbe a presidente da República de nomear ministros.


Estimam observadores que o STF “lavou as mãos para não intervir na domesticidade do Legislativo”. Ora, esperar pela ação da Câmara, controlada pelo réu, é contribuir para a impunidade. Não julgar, é uma forma de julgar. Toda e qualquer demora do STF será registrada pela História como conivência, pois se sabe que há um acordo visando a proteger Cunha: PMDB/PSDB/DEM e penduricalhos têm dívida de gratidão com quem lhes deu o poder negado nas urnas.

Com ênfase na atual situação política do Brasil, o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa palestrou na manhã desta sexta-feira, em Florianópolis, durantea abertura do Simpósio das Unimeds, no Costão do Santinho. Pela primeira vez Barbosa se posicionou sobre o atual processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
— Sinto um mal estar com esse fundamento. A alegação é fraca e causa desconforto. Descumprimento de regra orçamentária é regra de todos os governos da Nação. Não é por outro motivo que os Estados estão quebrados. Há um problema sério de proporcionalidade. Não estou dizendo que ela não descumpriu as regras orçamentárias. O que estou querendo dizer é que é desproporcional tirar uma presidente sobre esse fundamento num país como o nosso. Vão aparecer dúvidas sobre a justeza dessa discussão. Mais do que isso, essa dúvida se transformará em ódio entre parcelas da população. Quanto à justeza e ao acerto político dessa medida tenho dúvidas muito sinceras — afirmou.
O parlamentarismo e o presidencialismo conhecem fórmulas distintas de substituição do chefe do governo. Nos regimes de gabinete há o voto de desconfiança que destitui o primeiro-ministro (e o gabinete) sempre que este se encontre em minoria parlamentar. É ato tipicamente político.

No parlamentarismo, o presidente é geralmente eleito pelo voto popular (França, Portugal, Itália, por exemplo) e cabe-lhe simplesmente as funções de chefe de Estado e em alguns casos o comando da política externa. Nas monarquias parlamentares (Inglaterra, por exemplo), o “rei reina, mas não governa”. As funções de governo e de Chefe de Estado são atribuições do primeiro-ministro, eleito pelo Parlamento, expressão do poder popular.

No presidencialismo há apenas duas formas de mudança do presidente, a clássica, do golpe de estado clássico (com violência ou não) e a constitucional, via impeachment, nas hipóteses previstas pela constituição. Quando esse se processa sem o atendimento à prescrição constitucional, volta-se para a primeira hipótese e para a classificação de golpe de Estado. É o caso atual.

Dilma é vítima de golpe de Estado e é irrelevante a afirmativa de que a figura do impeachment está prevista na Constituição Federal e é igualmente irrelevante o fato de o STF haver disciplinado o rito de seu julgamento nas duas casas do Congresso. O que se discute não é a forma. Mas a inaplicabilidade do remédio extremo na ausência de crime de responsabilidade, nos termos, repito, do art. 85 da Constituição Federal.

A acusação à presidente – na peça vestibular, na Comissão, no Plenário da Câmara, na Comissão do Senado – não conseguiu indicar uma só hipótese de crime de responsabilidade, e não foi por deslize administrativo que ela está sendo punida, mas por haver perdido maioria no Congresso e isso é uma violência inominável no leito do presidencialismo.

Trata-se, pois, de ato político, estritamente político-partidário, aliás revelado à saciedade nos votos esdrúxulos do 17 de abril, um infindável desenrolar de queixas, queixumes e mágoas ao lado de um vazio de acusações objetivas. Eis o golpe e, para essa configuração, é irrelevante se o agente foi o Congresso ou um destacamento militar.

Os parlamentos e os judiciários cumprem o papel que antes era atribuído às Forças Amadas, no caso vertente animados pela coalizão formada pela mídia, o grande capital, os partidos conservadores e o complexo Judiciário-Ministério Público-Polícia Federal.

Manuel Zelaya (Honduras, 2009)
Foi assim com Manuel Zelaya (Honduras, 2009), cassado pelo Judiciário; com Fernando Lugo (Paraguai, 2012), cassado pelo Congresso. Nada de novo mesmo entre nós. Esse golpismo soft, que os alemães chamam de kalter Putsch (golpe frio) é conhecido de nossa história política, desde o Império.

Fernando Lugo (Paraguai, 2012)
Registra-se o contragolpe de Lott no 11 de novembro de 1955, quando o Congresso Nacional, em uma assentada, declarou o presidente (Café Filho) e o vice-presidente (Carlos Luz) incapazes de exercer a presidência da República, depondo-os. Golpe que posteriormente seria sancionado pelo STF.

Café Filho
Foi nosso Congresso que, sem vícios formais, implantou o parlamentarismo em 1961, um efetivo golpe contra os poderes de João Goulart, eleito para um mandato presidencialista. Foi o presidente do Congresso Nacional, Auro de Moura Andrade, que declarou vaga a presidência da República, quando o presidente João Goulart estava em território nacional, e assim e por isso deu posse na presidência ao deputado Ranieri Mazzili, presidente da Câmara dos Deputados.

Era a forma de dar passagem legal ao golpe militar de 1964. Esse mesmo Congresso pouco depois elegeria o primeiro ditador, o general Castello Branco, e a seguir todos os generais-presidentes-ditadores previamente eleitos pelo generalato para a chancela de um Congresso de cócoras, mas funcionando, porque de seu funcionamento precisava a ditadura para dizer que formalmente vivíamos num Estado formalmente constitucional!

As instituições sempre a serviço do príncipe do momento.

O fruto do golpe contra Dilma será um governo sem respaldo na soberania popular, mácula incurável. Um governo derivado de um esbulho; carente, de toda e qualquer sorte de legitimidade, à míngua de qualquer respaldo ético, pois arquitetado na traição e operado por um deputado-réu, senhor de baraço e cutelo de um colegiado sobre o qual pesam acusações as mais graves.

MICHEL TEMER TRAIDOR E GOLPISTA.
O fruto desse golpe será um governo unilateralmente pró-mercado, pró-negócios, chefiado por um político menor, sem respaldo popular. Seu “vice”, objeto de inumeráveis inquéritos no STF responde a processo no Conselho de Ética da Câmara.

A História terminou?

Independentemente do desfecho imediato da crise política, permanecerá intocada a fratura exposta da crise de legitimidade que corrói os poderes da República, e ameaça a democracia representativa, qual a praticamos, reclamando a reorganização política do País. O Estado de hoje não mais atende às necessidades de nosso desenvolvimento e da complexidade que caracteriza a mudança social em andamento.

A crise política é o anúncio de um fim de ciclo e indica, no horizonte, o novo ciclo que se está costurando nos escaninhos insondáveis do processo histórico. Aos movimentos sociais cabe preparar-se para uma longa e dura jornada de lutas em defesa dos direitos trabalhistas e sociais e da soberania nacional. Afinal, o que está em jogo é o Brasil das próximas décadas.


quarta-feira, 4 de maio de 2016

PORQUE É URGENTE PRENDER LULA. PORQUE ACREDITO EM SUA INOCÊNCIA.




Notícias veiculadas na imprensa nos dão conta de que a prisão de Lula foi solicitada pela justiça.

A 4ª Vara Criminal de São Paulo enviou os autos do processo que apura se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cometeu crime de lavagem de dinheiro para a 13ª Vara Federal de Curitiba (PR). A remessa foi feita na última quinta-feira (28). 

Na ação, o Ministério Público de São Paulo ofereceu denúncia e pediu a prisão preventiva de Lula sob a acusação de que o ex-presidente é o proprietário oculto de um apartamento tríplex no Guarujá, litoral paulista.

Essa notícia ao leitor que mantém uma razoável distância do envolvimento emocional com os fatos que ocorrem no momento no país, parece chocar. Qual teria sido o crime de Lula pelo qual é acusado? Ao que me consta ele não é dono nem do apartamento nem do sítio que segundo os seus acusadores lhe seria creditado a propriedade.

JUIZA MARIA PRISCILLA
Em março, a juíza Maria Priscilla Veiga de Oliveira determinou o envio do processo ao avaliar que os possíveis delitos relacionados ao imóvel estão sob apuração da Operação Lava Jato e devem ser investigados dentro do contexto do esquema nos inquéritos abertos na esfera federal. Com isso, o processo passará a integrar o conjunto sob responsabilidade do juiz federal Sérgio Moro.

Advogado Roberto Teixeira
Em março, os advogados do ex-presidente Lula, Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, pediram a impugnação da decisão ao Tribunal de Justiça de São Paulo. Eles tiveram a solicitação negada. "Não há qualquer elemento concreto que possa vincular o triplex ou a suposta reforma realizada nesse imóvel a “desvios da Petrobras”, como afirma a decisão; o que existe é imputação de uma hipótese, insuficiente para motivar uma acusação criminal", argumentaram os advogados, em nota publicada pelo Instituto Lula, em março. 
Advogado Cristiano Zanin Martins
A defesa do ex-presidente também contestou a remessa do processo para Curitiba. "Mesmo que fosse possível cogitar-se de qualquer vínculo com 'desvios da Petrobras', isso não deslocaria o caso para a competência da Justiça Federal; a Petrobras é sociedade de economia mista e há posição pacífica dos tribunais de que nessa hipótese a competência é da Justiça estadual; mesmo que fosse possível cogitar-se, por absurdo, de qualquer tema da competência da Justiça Federal, não seria do Paraná, pois o imóvel está localizado no estado de São Paulo e nenhum ato foi praticado naquele outro estado."

Enquanto a prisão de Lula é solicitada por possuir um imóvel que não é seu,  imóvel esse que teria recebido obras de uma empreiteira que está sendo investigada por recebimento de vantagens indevidas provenientes da Petrobras, outros acusados por questões bem mais graves não recebem nem sequer uma citação, veja-se:



  • Em 1991, Cunha foi nomeado por Collor para presidir a Telerj
  • Em 1992, Cunha foi acusado de superfaturamento na Telerj e contratou servidores sem concurso
  • Em 1993, Cunha foi acusado de participação no Esquema PC
  • Em 1999, Cunha foi demitido da Companhia Estadual de Habitação por fraudes em licitações
  • Em 2001, Cunha foi investigado pela Receita por movimentações incompatíveis com sua renda
  • Em 2007, Cunha esteve ligado em negócios suspeitos da Furnas Centrais Elétricas com o grupo Gallway, sediado em um paraíso fiscal
  • Em 2015, Cunha é acusado de receber propina na Lava Jato e tem contas secretas na Suíça descobertas.

Relação de políticos que serão alvo de inquérito por suspeita de envolvimento em desvios na Petrobras inclui presidente do Senado, Renan Calheiros, o da Câmara, Eduardo Cunha
Deputado federal pelo PP
do Rio de Janeiro,
Simão Sessim ocupa
o cargo desde
a década de 1970.

Deputado federal pelo PP
de Mato Grosso,
Pedro Henry foi condenado
 no processo do mensalão.
Deputado federal pelo PP
do Paraná, Nelson Meurer
é presidente do
partido no Estado.

    Deputado federal pelo
    PP do Rio Grande do Sul,
    Renato Molling é investigado
    no inquérito que
    envolve 37 pessoas.

    Deputado federal pelo PT
    de São Paulo e
    ex-líder do governo Lula,
    Cândido Vaccarezza
    teria recebido
    R$ 400 mil em propina

    Deputado pelo PP da Paraíba,
    Aguinaldo Ribeiro foi
    ministro das Cidades
    durante o governo Dilma.









    Deputado federal pelo
    Solidariedade da Bahia,
    Luiz Argôlo chegou a ter
    sua cassação aprovada
    pelo Conselho de
    Ética da Câmara.












    Presidentes do Senado e da Câmara
    Entre os investigados.
    Renan Calheiros e Eduardo Cunha.
    A relação, como já se esperava, é integrada pelos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Zavascki também aceitou o arquivamento de sete investigações preliminares envolvendo personalidades contra as quais o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sustenta que não há indícios que justifiquem a abertura de inquérito.



    A partir de agora, Zavascki, relator da Lava Jato, centraliza as investigações, que serão tocadas pelo Ministério Público Federal – uma força tarefa com cerca de 30 procuradores – e pela Polícia Federal, que reforçou a Diretoria de Combate ao Crime Organizado para atender às novas diligências. A Polícia Federal será requisitada para a realização de buscas, apreensão de documentos, cumprir eventuais mandados de prisão ou monitorar grampos telefônicos e quebra de sigilos bancário e fiscal.

    Confira os primeiros nomes da lista de investigados na Lava Jato:

    Renan Calheiros - senador - PMDB/AL, Eduardo Cunha - deputado federal - PMDB/RJ, Fernando Collor de Mello - senador - PTB/AL, Lindberg Farias - senador - PT/RJ, Cândido Vaccarezza - ex-deputado - PT/SP, Gleisi Hoffmann - senadora - PT/PR, Benedito de Lira - senador - PP/AL, Arthur Lira - deputado federal - PP/AL, José Mentor - deputado federal - PT/SP, Edison Lobão - senador - PMDB/MA, Humberto Costa - deputado federal - PT/PE, José Otávio Germano - deputado federal - PP/RS , João Alberto Pizzolati - ex-deputado federal - PP/SC, Roseana Sarney - ex-senadora - PMDB/MA, Vander Loubet - deputado federal - PT/MS, Antonio Anastasia - senador - PSDB/MG, Aníbal Gomes - deputado federal - PMDB/AL, Simão Sessim - detapudo federal - PP/RJ, Nelson Meurer - deputado federal - PP/PR, Roberto Teixeira - ex-deputado federal - PP/PE, Ciro Nogueira - senador - PP/PI, Gladson Cameli - senador PP/AC, Aguinado Ribeiro - deputado federal - PP/PB, Eduardo da Fonte - deputado federal - PP/PE, Luiz Fernando Faria - deputado federal - PP/MG, Dilceu Sperafico - deputado federal - PP/PR, Jeronimo Goergen - deputado federal - PP/RS, Sandes Júnior - deputado federal - PP/GO, Afonso Hamm - deputado federal - PP/RS, Missionário José Olímpio - deputado federal - PP/SP, Lázaro Botelho - PP/TO, Luis Carlos Heinze - PP/RS, Renato Molling - deputado federal - PP/RS, Renato Balestra - deputado federal - PP/GO, Lázaro Britto - deputado federal - PP/PP, Waldir Maranhão - deputado federal - PP/BA, Mario Negromote - ex-deputado federal - PP/BA, Pedro Corrêa - ex-deputado federal - PP/PE, Aline Corrêa - ex-deputado federal - PP/SP, Carlos Magno - ex-deputado federal - PP/RO, João Leão - ex-deputado federal e ex-vice-governador - PP/BA, Luiz Argôlo - ex-deputado federal - PP/BA (atualmente no Solidariedade), José Linhares - ex-deputado federal - PP/CE, Pedro Henry - ex-deputado federal - PP/MT, Vilson Covatti - ex-deputado federal - PP/RS, Romero Jucá - senador - PMDB/RR, Valdir Raupp - senador - PMDB/RO

    Quais seriam as evidências reais, não as suposições ou ilações, da culpabilidade de LULA?

    O Juiz Federal Sérgio Moro esclareceu que as investigações envolvendo Lula e que culminaram na condução coercitiva do petista 'não significam antecipação de culpa do Ex-Presidente'. Moro ainda repudiou os confrontos entre manifestantes pró e contra o petista, deflagradas em decorrência da condução coercitiva de Lula pela Polícia Federal.

    O que o Juiz Sérgio Moro mais esperava com as listas da Odebresht é que lá estivesse entre os receptores de dinheiro o nome de Lula, entretanto isso não se verificou. Pelo contrário, sobrou suspeita para todo o lado, mas não se falou mais nisso.


    Por que eles não prenderam Lula

    No Chile de 1973 antes do golpe que levou Pinochet ao poder foi tentado um outro golpe. Naquele, Pinochet se comportou como aliado de Allende, mas era apenas jogo de cena. O que os militares queriam era conhecer a estratégia de resistência do governo e seu poder de reação. É o que se chama de pré-golpe.
    Em vários outros países e momentos da história isso já aconteceu. A pré-prisão de Lula com sua condução coercitiva foi um teste para saber qual o poder de reação do PT e dos movimentos sociais. E como o governo se comportaria numa situação dessas.


    Neste momento, Moro deve estar analisando o cenário e o mesmo deve estar sendo feito por alguns dos procuradores da Lava Jato que colocaram como objetivo de vida prender Lula.
    Um jurista com quem conversei em off hoje me disse que se nada for feito de muito forte, Lula será preso, mesmo com evidências muito frágeis de crime, daqui a duas ou três semanas. Logo após as manifestações de 13 de março.
    COM RELAÇÃO A CONDUÇÃO COERCITIVA DE LULA OU À PRISÃO DE LULA.

    O pedido de prisão foi tão ridículo que até a juíza que o enviou para Curitiba apontou, antes de fazê-lo, que os procuradores de São Paulo não haviam estabelecido qualquer elemento que apontasse quais teriam sido os benefícios obtidos pelos supostos favores a Lula

    Além disso, a falta de evidências era tamanha que o PRÓPRIO PROCURADOR, ao ser confrontado pela falta de provas, respondeu que “a falta de provas era a prova de que o patrimônio era oculto”.

    Por esta lógica, sou dono do Empire States Building.

    A falta de qualquer evidência também ficou clara no depoimento dado por Lula ao delegado da PF em Congonhas: depois de mais de dois anos de investigação da Lavajato, o máximo que o delegado conseguiu foi apresentar certas suposições. Nenhuma prova ou elemento factual foi apresentado para que Lula pudesse responder. 

    Lendo as 109 páginas do depoimento (que traz alguns momentos hilários, por sinal – como aquele no qual Lula diz que “consegue falar de boca cheia”), é impossível não perceber o delegado tateando no escuro, tentando encontrar alguma maneira de levar o ex-presidente a se comprometer. E sem sucesso.

    O depoimento – repito: tomado depois de DOIS anos de investigação – foi tão inócuo que o máximo que a mídia fez para tentar pintar um retrato negativo de Lula foi contar quantas vezes ele disse “querido” e “Hein?”.

    O que me traz a uma pergunta que me fazem frequentemente: “você realmente acha que Lula é inocente, que ele não sabia de nada?”.

    Em primeiro lugar, “achar” isso ou aquilo não é evidência jurídica. Eu posso achar ou não achar um monte de coisas – nenhum tribunal sério levaria isso em consideração. Na justiça norte-americana, há um termo para isso quando um advogado protesta: “Especulação!”.

    Dito isso, não sei se Lula é “inocente” no sentido extremo da palavra (de “nunca ter feito nada errado”), mas tenho a forte convicção de que não cometeu algum crime grave. Por que tenho essa opinião? Porque há QUARENTA ANOS ele é sistematicamente atacado pela mídia, vigiado de perto e questionado. E nestes QUARENTA ANOS, nenhuma prova surgiu de que ele tenha, de fato, feito algo capaz de enviá-lo para a prisão (a não ser quando foi preso, na ditadura, por ser líder sindical).

    Observem, por exemplo, que contas já foram encontradas no exterior em nome de Cunha e da família de Aécio (isso em 2007, embora a imprensa só esteja divulgando de fato agora; aparentemente, desistiram do tucano). Obras questionáveis foram feitas em propriedades COMPROVADAMENTE pertencentes à família Neves (o aeroporto na fazenda do tio).

    O que foi de fato provado contra Lula? Quais FATOS foram comprovados? Se o máximo que se consegue apontar contra o ex-presidente depois de QUARENTA ANOS são perguntas do tipo “mas você acha que ele não sabia de nada?”, das duas uma: ou Lula está sendo perseguido pela mídia (e basta folhear qualquer jornal ou revista ao longo destas décadas para perceber isso) ou é um gênio do crime. E, portanto, é no mínimo irônico que os mesmos que vivem fazendo pouco da inteligência do ex-presidente também acreditem em sua capacidade descomunal de cometer crimes sem deixar rastros.

    E isto me traz ao último ponto, que certamente será a base da narrativa que a mídia adotará de agora em diante: a de que Lula assumiu um ministério para “fugir da Justiça”.

    Se você ouvir isso, aponte algumas questões fundamentais ao autor da afirmação:

    1) Como “fugir da justiça”? Ser ministro não o impede de ser investigado. A única coisa que o “foro privilegiado” modifica é a instância do julgamento, que passa para o STF. Ou devemos acreditar que Moro é mais “justo” ou “confiável” do que o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL?

    2) Do ponto de vista do réu (algo que Lula NÃO É; ao menos ainda, já que, como vimos, provas aparentemente não são necessárias para acusá-lo), ser julgado diretamente pelo STF é uma DESVANTAGEM.

    Se fosse pensar puramente em estratégia (e estou certo de que ele deve ter considerado isso ao hesitar tanto em aceitar o ministério), Lula deveria recusar o convite de Dilma. Por quê? Simples: ao ser julgado pelas instâncias menores, Lula poderia prolongar o processo quase indefinidamente através de adiamentos, recursos e o escambau – até chegar na instância máxima. Ao ser transferido diretamente pro STF, porém, ele perde todas estas vantagens. Caso seja condenado, por exemplo, ele só teria direito a mais UM recurso e pronto.

    Por que vocês acham que Eduardo Azeredo renunciou ao mandato de deputado federal justamente para retornar à primeira instância no julgamento do mensalão tucano e escapar do STF?

    Mas o que realmente me empolgou com a possibilidade de ver Lula na Casa Civil é saber que, para aceitar, ele certamente colocou algumas condições na mesa, como a mudança na condução da economia e em políticas fundamentais do governo. Há muito venho dizendo que o governo Dilma tem sido uma profunda decepção para a esquerda – e mesmo ciente de que Lula tampouco tem um histórico muito invejável neste sentido, a probabilidade de que ajude a deslocar o governo um pouco (no mínimo) mais para a esquerda já me anima e me deixa um pouco mais otimista depois de tanto tempo de pura pancadaria.

    Quanto à Dilma, digo apenas que fico feliz ao perceber que ela finalmente parece ter se dado conta de que não sabe fazer política – e por mais que a mídia tenha demonizado a POLÍTICA como um todo, o fato é que não se conduz um país sem esta, por mais imperfeita que seja.

    Observemos, agora, o que acontecerá nas próximas semanas. A mídia obviamente baterá muito, mas isto não é novidade. Tentará pintar tudo com as piores cores do mundo, mas isto é o de praxe. E vai procurar afastar a esquerda do governo.

    E é aí que nós, você e eu, entramos. Porque este governo pode não ser a esquerda que queremos, mas é a que temos no momento. Perdê-la é jogar fora tudo o que foi conquistado nos últimos 13 anos.

    E isto, sim, é absolutamente impensável.


    O papel da Globo

    A Globo é a verdadeira operadora desta ação, mas ao mesmo tempo todas as outras emissoras e quase todos os outros veículos de comunicação aceitaram lhe secundar.

    Ela está buscando a cada dia convencer mais gente de que Lula é culpado. O caso dos pedalinhos e do barco de metal são histórias que ilustram bem isso. São bobagens, mas que ajudam na compreensão dos setores mais populares.

    Da mesma forma que o triplex. Para uma pessoa simples, só a palavra triplex já é algo que denota riqueza e que por isso pode ser facilmente associado à corrupção.

    Mas a Globo também parece operar com os procuradores e Moro.

    O post do editor chefe da revista Época na madrugada da prisão anunciando por metáfora a operação deixou claro que a Globo já sabia do que ia ocorrer. Escotesguy como é alguém que quer brilhar mais do que a notícia, não se aguentou nas calças e acabou revelando o que sempre se soube. A Globo sabe das operações antes. E, aliás, o JN de ontem já deixava claro que a Globo sabia o que ia ocorrer hoje.

    MAS A OBSESSÃO PARA PRENDER LULA TEM UMA RAZÃO QUE É ESTA A SEGUIR:

    Datafolha: Lula lidera disputa para 2018; tucanos descem ao chão.


    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a disputa pela Presidência da República em 2018, segundo o Datafolha. Pesquisa divulgada neste sábado (9), coloca a ex-senadora Marina Silva (Rede) em segundo lugar na corrida presidencial. Entre as opções do PSDB (o senador Aécio Neves, o governador Geraldo Alckmin e o também senador José Serra), todas têm demonstrado tendência de queda nas intenções de voto. Abaixo, leia os gráficos.

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a disputa pela Presidência da República em 2018, segundo o Datafolha.

    Pesquisa divulgada neste sábado (9), coloca a ex-senadora Marina Silva (Rede) em segundo lugar na corrida presidencial.

    Entre as opções do PSDB (o senador Aécio Neves, o governador Geraldo Alckmin e o também senador José Serra), todas têm demonstrado tendência de queda nas intenções de voto.

    De acordo com o Datafolha, em três dos quatro cenários eleitorais pesquisados, Lula e Marina estão empatados dentro da margem de erro.

    Há um segmento da população que é fiel ao Lula, e esse segmento está se radicalizando e se tornando mais fiel ao PT, formado pelos que se manifestaram favoravelmente ao PT nas ruas, e pelos estados no norte, nordeste que foram muito beneficiados com o governo do PT. Dessa forma com o currículo que tem, Lula só tende a se fortalecer daqui para a frente, porque o PT deverá estar fora do poder, e portanto fora do desgaste.

    Nesse ponto o Ex. Presidente Fernando Henrique Cardoso, que é uma raposa política, disse claramente. Não queria o PT fora do poder. Queria sim que ele ficasse sangrando, com a rede globo ajudando, lógico.

    Como o segmento que irá chegar ao poder com a saída de Dilma é um segmento Neoliberal que tradicionalmente tem um receituário antipopular, a tendência é que esse grupo vá se desgastando até 2018, o que provocará uma inegável ascensão de Lula e do PT que tem a tendência a chegar a 2018 fortalecido e já contando com uma plataforma formidável de apoio no momento.

    Por isso está se tornando uma necessidade para a direita, conseguir impedi-lo por meio de uma criminalização que eles não conseguem fazer.